Resenhas

Resenha: Boa noite – Pam Gonçalves

Processed with VSCO

“É bem legal essa coisa toda de independência, poder fazer o que quiser sem dar satisfação ou não ter meus pais sempre dando opinião. Mas agora, aqui, sozinha, depois de uma semana vivendo essa nova realidade, caiu a ficha de que nem tudo é mil maravilhas.”

Processed with VSCOAlina é aquele típico estereótipo de nerd da escola: estudiosa, sempre certinha e nada popular. Seu ingresso a uma universidade longe de casa, onde teria que se mudar e viver uma rotina completamente diferente, era tudo que ela achava que precisava para se reinventar. Poder começar uma nova história do zero, em um lugar onde ninguém a conhecia, tornou o peso da mudança mais excitante e divertido. Ela inicia essa nova parte de sua vida morando na República das Loucuras, onde faz novos amigos, precisa desenvolver sua responsabilidade e se virar nos contratempos do dia a dia, além de conciliar seus estudos com sua nova vida social, que antes era praticamente inexistente.

A princípio era tudo que ela sonhava. Mas já na primeira semana de aula enfrenta o preconceito de ser mulher dentro de um curso de Engenharia da Computação, onde os homens dominam em número. Com isso aumenta sua necessidade de se provar merecedora, que ser mulher não a diminui em nada, e tem que aprender a conviver com a triste realidade de machismo e desmerecimento praticados não só pela maioria dos colegas de turma, mas também pelos professores. Além disso, com suas amigas de república sempre a arrastando para festas e bares, decide se soltar e experimentar coisas novas, saindo de sua zona de conforto e dando mais “graça” à sua vida tão normal. Tudo está dentro do esperado até que uma página de fofocas da universidade é criada (xoxo Gossip Girl xD), onde todos podem se expressar anonimamente, fazendo com que todo tipo de comentário absurdo seja postado sem consequências. E o que começou como pura diversão se tornou algo sério quando notícias sobre uma nova droga e assédios começaram a se tornar frequentes. Alina se vê perdida no meio de tudo isso e com a ajuda de seus amigos tem que superar as primeiras decepções da vida adulta, além de se empenhar ao máximo em um projeto que se originou do medo constante das mulheres da faculdade, e que pode ser um importante aliado na luta contra o assédio sexual.

Processed with VSCO

“Ao contrário do que somos educadas a pensar, as outras mulheres não são nossas inimigas, mas sim nossas irmãs. Um time. O exército que precisamos proteger. Se não protegermos e cuidarmos umas das outras, não serão os homens que o farão por nós. Juntas somos muito mais fortes.”

Processed with VSCOJá acompanhava o canal da Pam no YouTube há anos, foi um dos primeiros que comecei a assistir e me incentivaram a entrar mais ainda nesse mundo literário, aumentando minha paixão pelos livros. Sempre adorei os livros que li por indicação dela e quando soube do lançamento do seu próprio livro não tinha como não sair correndo pra comprar. Foi meu primeiro contato com a escrita dela (ainda não li seu conto no “O amor nos tempos de #likes”) e no fundo eu já esperava que não fosse me decepcionar. Mas foi muito além disso, me surpreendeu e muito. Eu amei o livro!

A personagem principal é muito cativante e é um prato cheio pra inúmeras meninas, como eu, se identificarem com ela. O desenvolvimento da personagem foi muito bem explorado, mostrando sua relação com os pais, sua insatisfação com a vida que estava levando e a necessidade de mudanças, que todos nós sentimos em algum ponto da vida. A narrativa é uma delícia, leve, fluida e não dá vontade de parar de ler… Tanto que terminei o livro em umas 5 horas no máximo xD. A apresentação dos outros personagens que fazem parte da trama principal também foi ótima: pudemos conhecer mais do que superficialmente a maioria deles e acompanhar o desenrolar de suas amizades com Alina. A linguagem do livro é bem descontraída, divertida e faz referências a vários produtos da cultura pop como Harry Potter, Gossip Girl, League of Legends e etc., o que fez eu me identificar ainda mais com o livro e querer um cachorro macho pra colocar o nome dele de Dobby xD.

Processed with VSCOMas o mais importante de tudo pra mim foi tocar em feriadas abertas da nossa sociedade como preconceito, machismo, cultura do estupro e abuso de drogas, temas tão presentes ainda hoje no nosso dia a dia. Apesar de serem pesados, achei que os temas foram abordados de uma maneira muito acessível, direto ao ponto, com cenas fortes e comoventes, não deixando em momento nenhum de mostrar a realidade crua. Não romanceou demais os problemas ou amenizou situações grotescas. Jogou na cara mesmo todos os podres que nós mulheres temos que aguentar durante a vida e somos treinadas a fazer isso caladas, porque ninguém vai dar credibilidade. Senti aquele aperto no coração ao ler situações que já passei ou já ouvi casos próximos e ao mesmo tempo me senti acolhida por ver tantos tabus sendo desconstruídos em um livro na categoria de Jovens Adultos (YA), numa abordagem tão séria e bonita ao mesmo tempo.

Tenho certeza que todas as mulheres que lerem vão se sentir representadas em algum momento, vão sofrer junto com os personagens em cenas tristes que, mesmo sendo pesadas, não foram forçadamente dramáticas, e sim o que a realidade nos mostra todos os dias. Por isso acho que fez ainda mais seu papel de dar força a todas que já passaram por situações parecidas, incentivando a união feminina nessa luta diária e também mostrando, com exemplos espelhados em alguns personagens masculinos do livro, como os homens também são parte fundamental nessa luta. Foi realmente uma surpresa! Sou ainda mais fã da Pam do que já era e queria ler maaaaais! Espero que esse seja o primeiro de muitos livros dela.

Esse foi o primeiro livro que li das minhas metas de leituras pra 2017 e já comecei com o pé direito \o/. Espero que tenham gostado! Não deixem de seguir o blog nas redes sociais pra acompanhar tudo que aparecer por aqui… É só clicar, veeem! >> Facebook, Instagram e Twitter. Até a próxima! :*

Livros

Metas de leituras 2017

fotor_148470878501929

Oi geeeeeente! Hoje vim falar um pouquinho sobre minhas metas de leitura pra 2017. \o/ Como todo ano novo a gente inventa mil coisas que quer fazer, resolvi colocar uma meta de leitura para me estimular. Já que ano passado eu não consegui ler muitos livros, coloquei uma quantidade de leituras que achei mais realista. Se eu colocasse uma lista de 50 livros e não conseguisse chegar nem perto disso, me sentiria muito frustrada. E como a intenção não é essa e nem começar e engolir livros desesperadamente sem qualidade na leitura, minha meta é terminar pelo menos um livro por mês (já que ainda tô meio lerdinha e voltando aos poucos com o hábito de ler diariamente). Lógico que quero muito mais do que isso e se eu conseguir vai ser ótimo. Vai deixar aquela sensação de “dever” cumprido, que consegui alcançar e até ultrapassar algum dos objetivos do ano (caso todo o resto não dê certo haha).

Decidir entre os trocentos livros não lidos da minha estante foi uma tarefa difícil. Sim, sou dessas que compra mais do que consegue ler e fica tudo acumulado numa pilha infinita xD. Escolhi um misto de livros de autores que adoro, que já estavam na minha estante há muito tempo e ainda não li, e outros de autores que não conheço ainda, comprei recentemente e tô muito curiosa pra ler. Então bora ver a sinopse dos 12 livros que eu escolhi pra esse ano! Coloquei elas separadinhas pra quem tiver interesse em saber apenas sobre um título específico, não ter dificuldade de achar. 😉

Continuar lendo Metas de leituras 2017

Resenhas

Caderno de leituras 2017

20170111_193328_burst01Oi geeente! Hoje resolvi fazer um post um pouquinho diferente e mostrar pra vocês como pretendo organizar minhas leituras esse ano.

Ano passado não foi muito promissor pra mim em termos de leitura. Só consegui ler cinco livros durante 2016 e isso me deixou muito triste. Sempre fui uma pessoa que lê muito, que tinha os livros como hobby principal na vida e chegar ao final do ano sem ter lido praticamente nada, perto do que eu lia, foi bem frustrante. Resolvi que esse ano vai ser diferente. No final do ano passado já engatei em algumas leituras e decidi que ia colocar duas metas até o final de 2017: na pessimista, leria apenas um livro por mês (12 ao ano); e na dos sonhos, pelo menos dobraria a meta pessimista haha.

Andando pelo Youtube vi um vídeo da Tati Feltrin que mostrava como ela organizava o caderno de leituras dela. Achei que fazer um pra mim seria um ótimo jeito de controlar minhas leituras e com isso me incentivar a ler mais. Resolvi então fazer uma adaptação bem mais simples que a dela e mostrar um pouquinho pra vocês como organizei meu caderno de leituras. Vamos lá! Continuar lendo Caderno de leituras 2017

Livros · Resenhas

Resenha: Objetos Cortantes – Gillian Flynn

Processed with VSCORomance de estreia da autora Gillian Flynn e coincidentemente meu primeiro contato com ela através da literatura, Objetos Cortantes é um livro tenso e angustiante do início ao fim. A autora ficou mais conhecida no Brasil com o lançamento do filme Garota Exemplar – adaptação cinematográfica do livro de Gillian – inclusive por mim. Soube que era um livro após assistir ao filme e sair AMANDO a autora porque, se aquele filme foi baseado na obra dela, tive certeza que ela é uma escritora incrível, porque o filme é MUITO bom! Como estava muito recente meu contato com essa história, resolvi procurar outras obras da autora. A primeira que me deparei foi Objetos Cortantes e, sem nem ler a sinopse, levei pra casa. Não me arrependi nem por um segundo. Superou totalmente as minhas expectativas, e olha que estavam bem altas depois do filme. Continuar lendo Resenha: Objetos Cortantes – Gillian Flynn

Livros · Resenhas

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (Livro 8)

Demorei a acreditar, na época em que estavam rolando os boatos, que um novo livro de Harry Potter seria lançado. Seria um sonho ?! Minha adolescente de 17 anos, órfã de novos livros após o lançamento de Relíquias da Morte, estava pedindo POR DUMBLEDORE que fosse verdade. E era! O oitavo livro, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, já foi lançado aqui no Brasil dia 31 de outubro pela editora Rocco em duas versões: brochura e capa dura ( Obrigado ao editor iluminado que resolveu lançar também uma edição em capa dura! \o/).

20161121_234335_hdr-1

Falando um pouco sobre a edição capa dura (que foi a que eu comprei e posso dar minha opinião) que edição MARAVILINDA! Ela vem com uma sobrecapa (jacket) por cima da capa dura, onde vem o nome do livro, autores, editora e a arte da capa em si – de um material que parece meio aveludado/emborrachado gostosinho de passar a mão – e nas orelhas vem a sinopse do livro na da frente e falando um pouco dos “autores”, na de trás. A capa mesmo é toda preta, apenas com o símbolo característico da peça em dourado no centro e na lombada vem o nome do livro, autores, editora e novamente o símbolo. Continuar lendo Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (Livro 8)